PRONTO ATENDIMENTO
SEG A SÁB - 7H AS 19H
(11) 2227-9040 / (11) 94326-0089
Facebook - Hospital Sílvio Romero
Instagram - Hospital Sílvio Romero

No site do Sílvio Romero, o seu hospital no Tatuapé em São Paulo, você encontra diversas informações sobre doenças e seus modos de tratamento. Saiba mais sobre tratamento para problemas urinários em idosos em SP.

Urologia - Hospital Sílvio Romero

A população brasileira, assim como a mundial, tem visto o aumento de sua longevidade, e a medicina, acompanhando esse processo, tem evoluído, apresentando soluções para o desconforto e para aumentar o nosso bem estar. A melhor maneira de evitar esses problemas é procurar seu médico e falar com ele claramente para que possa propor soluções para melhorar sua qualidade de vida. A partir de 40 anos, o homem e a mulher começam a ter problemas urinários com frequência. Saiba mais sobre os principais problemas urinários em idosos.

Problemas urinários no homem

No homem, a próstata começa a crescer e em alguns casos pode levar a uma obstrução no canal da urina, pois a próstata circunda esse canal chamado uretra. Neste caso, o homem começa a urinar com maior frequência, e o jato de urina torna-se fino e fraco, a micção demora a se iniciar e é mais longa, fazendo com que ele tenha que acordar a noite para urinar, podendo ocorrer casos de perda involuntária da urina. Esses problemas podem ser resolvidos com o tratamento da próstata, com remédio e eventualmente cirurgia.

Lembrando que é importante após os 45 anos o homem consultar o médico anualmente para verificar se há crescimento benigno da próstata ou um câncer de próstata, e isso é feito através de exame de sangue chamado antígeno prostático específico (psa) e do toque retal, que é rápido e indolor. Lembramos que o câncer de próstata é o tumor maligno com potencial de levar a morte mais frequente no homem do Brasil.

O homem na terceira idade também pode ter dificuldade para urinar, perda de urina ou ainda, sentir necessidade com maior frequência mesmo sem ter problemas de próstata. Pesquisas recentes mostram que a bexiga do ser humano sofre processo de envelhecimento como todos os outros órgãos, de tal modo que alterações como substituição da musculatura da bexiga por fibras que não contraem, além de uma série de outras mudanças podem ser responsáveis pelos sintomas urinários no homem. Outras doenças como, diabetes, Parkinson, alcoolismo e outras também podem levar à alterações no funcionamento da bexiga.

Problemas urinários nas mulheres

A mulher também não está livre de apresentar distúrbios urinários, além disso, devido ao próprio peso das vísceras, partos múltiplos e queda do hormônio feminino com a menopausa, podem levar a perda urinária de esforço.

Tosse, espirro e exercício físico podem provocar a perda de urina. Este problema é popularmente conhecido como bexiga caída, no entanto, esse tipo de situação pode ocorrer mesmo sem que a bexiga esteja deslocada. Essa situação também tem tratamentos modernos através de cirurgias minimamente invasivas feitas em hospital e anestesia local.

Rua Fernandes Pinheiro, 268
CEP 03308-060 - Tatuapé - São Paulo

Receba Nossa Newsletter