Urologia / Perda urinária na mulher

(11) 2227-9040contato@hospitalsilvioromero.com.br

Cerca de 40% das mulheres com mais de 45 anos apresentam perda urinária, sendo que apenas 15% levam esse problema para o conhecimento do seu médico urologista. É um número muito grande de mulheres e se pensarmos que gera um problema higiênico e de desconforto psicossocial, afetando a auto-estima e a segurança da mulher, podemos ver as enormes perdas para a sociedade.


A grande maioria dessas mulheres refere-se apenas como dificuldade para adequar suas funções fisiológicas com sua rotina diária, podendo facilmente controlar esse “pequeno gotejamento” melhorando sua rotina, podendo ir ao banheiro logo que tem a sensação de plenitude vesical, ou mesmo com esvaziamento preventivo.

Causas da incontinência urinária

Diversas são as causas da incontinência urinária, porém geralmente vem associada ao uso de remédios, infecções urinárias, vaginites, partos ou problemas de origem hormonal.

A perda urinária reflete um problema na bexiga ou no esfíncter da uretra e pode ser associada a três fatores:

- Esforço físico (incontinência urinária de esforço): perda de urina quando há um aumento repentino da pressão intra-abdominal como tossir, respirar, correr, rir ou realizar algum esforço.

- Forte e incontrolável desejo de urinar (incontinência de urgência): quando não consegue segurar a urina até chegar ao banheiro.

- Perda sem sentir (perda inconsciente): quando perde urina sem sentir a vontade de ir ao banheiro.

Incontinência urinária de esforço: principais causas

A incontinência urinária de esforço que é nosso maior objeto de estudo, ocorre por fragilidade do assoalho pélvico, ou seja, a região que dá apoio à bexiga sofre com o passar do tempo ou por trauma decorrente de partos, cirurgias ou mesmo por degeneração tecidual.

Quando a paciente tem queixa de perda urinária de esforço, procuramos caracterizar bem a perda com a consulta médica e com exames. Um exame que hoje se tornou fundamental, é o estudo urodinâmico, que feito por médico experiente vai medir a pressão da perda urinária, o volume e a complacência vesical. Com isso podemos propor o tratamento que poderá ser realizado.

Tratamento Incontinência urinária de esforço ou perda urinária

Conservador/Comportamental – Orientamos mudança de hábito, micção em horários programados, evitar distensão vesical, etc.

Fisioterapia - Quando é uma incontinência leve ou para prevenir piora. Visa fortalecer os músculos da região perineal através de estímulos elétricos ou mecânicos.

Medicamentoso – São usados medicamentos que diminuem a sensibilidade ou estabilizam a musculatura da bexiga.

Cirúrgico - A maioria das cirurgias hoje, utilizam próteses e são minimamente invasivas, chamamos de “sling”. Realizadas com microincisões e implante de materiais que dão suporte para a uretra, com grande melhora dos sintomas.

A cirurgia é realizada sob anestesia peridural/raquidiana ou sedação, feita uma pequena incisão na mucosa vaginal por onde é introduzido o implante e depois fechado a mucosa. A paciente permanece apenas algumas horas a mais no hospital, para garantir que tenha se recuperado da anestesia e apresentado micção espontânea.

O paciente é liberado do hospital no mesmo dia com orientação de repouso e retorno as atividades profissionais em 1 semana. A grande recompensa para o médico urologista e a paciente é a satisfação de recuperar a vida social sem constrangimento ou insegurança.


[«] voltar para Urologia

Agendar consulta

Newsletter

Unidades

Unidade Tatuapé

R. Fernandes Pinheiro, 268. CEP:03308-060

Unidade Jardins

Av.Brigadeiro Faria Lima, 2391, Cj11. CEP: 01452-000

Mídias Sociais

Contatos

Telefones: (011) 2227-9040
(011) 93801-8503
E-mail: contato@hesr.com.br
WhatsApp: (011) 94716-6751

© Copyright 2015 . Hospital de Especialidades Sílvio Romero . Todos os direitos reservados